«A informação é uma guerra, uma guerra entre modelos sociais. Entre os defensores de um mundo desigual, injusto, governado por depravados e autênticos terroristas que impõem a sangue e fogo um modelo económico que condena à morte milhares de pessoas em todo o mundo, e aqueles que decidem estar ao serviço dos grupos, movimentos, intelectuais e outros lutadores, que todos os dias arriscam a vida a defender outro modelo de mundo possível.»
Pascual Serrano - José Daniel Fierro

REFORMAS E BAIXAS MÉDICAS EM PORTUGAL - escândalos!

__

COMER E CALAR! - até quando?


___________________________

quinta-feira, fevereiro 28, 2008

os velhos


Diz-se que há-de vir
uma era justa e boa
em que o valor da pessoa
se mantém quando envelhece.
Está no trabalho que fez.
Para conseguir uma coisa como esta
dava o sangue que me resta.
E era como se tivesse
nascido mais uma vez.

Deram-nos este banco de avenida
onde a sombra nos dói e a tarde gela
e daqui vemos nós passar a vida
Sem que a vida nos sinta perto dela.

Assim nos atiraram para fora
das coisas que ajudámos a fazer.
Ai, como o sol aquece pouco agora.
Ai, muito custa à noite adormecer.

Fomos pedreiros, varredores, ardinas
fizemos casas, cultivámos terras,
criámos gado, entrámos pelas minas,
demos os filhos para as vossas guerras.

Demos as filhas para vos servir,
cortámos lenha para a vossa fogueira.
E o tempo a ir-se, e a gente a pressentir
que vos demos sem querer a vida inteira.

E ainda é sangue o que nas veias corre.
Ainda é raiva o que nos dobra a mão.
Ainda ecoa um sonho que não morre
no nosso velho e atento coração.



Poema "Os Velhos " de Hélia Correia





Aproveito para dizer que vou entrar de "férias" a conselho do oftalmologista. Obrigado pela visita e até qualquer dia. Assina: zé lérias

zé lérias said: Ophthalmologist advised me to quit internet during some months. Thank you for your visit. See you later.

Etiquetas:

2 Comments:

At sexta-feira, fevereiro 29, 2008 9:37:00 da tarde, Blogger mixtu said...

os velhos que nos ensinam o que ainda não aprendemos...
os velhos que nunca serão idosos mas velhos...
como os trapos...
com saúde e um ar terno a cuidar dos nossos filhos,

abrazo serrano

 
At terça-feira, março 04, 2008 5:49:00 da tarde, Blogger SILÊNCIO CULPADO said...

Zé Lérias
Gostei.Que nunca nos calemos perante quem nos discrimina.
Um beijinho

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home