«A informação é uma guerra, uma guerra entre modelos sociais. Entre os defensores de um mundo desigual, injusto, governado por depravados e autênticos terroristas que impõem a sangue e fogo um modelo económico que condena à morte milhares de pessoas em todo o mundo, e aqueles que decidem estar ao serviço dos grupos, movimentos, intelectuais e outros lutadores, que todos os dias arriscam a vida a defender outro modelo de mundo possível.»
Pascual Serrano - José Daniel Fierro

REFORMAS E BAIXAS MÉDICAS EM PORTUGAL - escândalos!

__

COMER E CALAR! - até quando?


___________________________

sábado, novembro 25, 2006

os "habilidosos"


Atenção! eles andam por aí e vão a todas.

Tive conhecimento através de um e-mail de um amigo de que algumas pessoas teriam sido vítimas da seguinte burla:

Cidadãos comuns entregavam a "comerciantes" cheques de determinado valor para pagamento de um produto. Tempos depois, ao irem conferir os extractos de conta, verificavam que os valores dos cheques tinham sido alterados para valores substancialmente maiores.

O processo era simples. Os "comerciantes", solicitamente, emprestavam aos clientes a sua própria esferográfica "Paper Mate-eraser.max" para preencher o respectivo cheque. Como o nome desta esferográfica indica, a sua escrita pode ser facilmemte apagada.
Aproveitando-se desta característica, os "comerciantes" alteram o valor de cada cheque (algarismos e extenso).

Consultado o Google deparei-me com a publicidade a que a imagem alude.

Procurei outros sítios e dou conta de que ainda se encontram à venda as referidas esferográficas (ver links abaixo) .

A confirmar-se, este é apenas um dos muitos exemplos de burla a que estamos sujeitos.
Descarada ou subliminarmente todos os dias somos vítimas delas, por parte de algumas pessoas menos escrupulosas, directa ou indirectamente.

Tais como: exorbitantes contas referentes ao consumo de energia eléctrica devido à alteração fraudulenta dos contadores respectivos, por parte de alguns consumidores - o que leva a EDP a aumentar o preço do Kwh; vendas de produtos ou serviços (comerciantes, industriais, senhorios, médicos, advogados etc.) sem emissão de factura ou recibo; Declaração de valores falsos na contratação dos jogadores do futebol; Desvio de montantes astronómicos, provenientes de negociatas, para paraísos fiscais com intenção de lavagem desses dinheiros, etc, etc, o que obriga o Estado recorrer aos justos, através dos impostos, para ser reposto o que os trapaceiros desviaram.

Penso que Portugal só é viável de duas maneiras, neste momento histórico:

i.-Enviarem-se definitivamente, para um país nórdico, todos os "habilidosos" para saberem como não se pode "brincar" nem fugir muito ao fisco, ou

ii -Por um golpe de sorte, acordarmos um dia com a nacionalidade ibérica mas governados por... noruegueses.

Que me desculpem os nacionalistas... mas hoje não estou bem.
http://www.parkerincentives.co.uk/PAPERMATE%20ERASER_MAX.htm
http://empresas.papelariafernandes.pt/lista.aspx?idc=2547

9 Comments:

At domingo, novembro 26, 2006 3:23:00 da manhã, Blogger Belzebu said...

eheh! Como eu te entendo! Estou fartinho de não poder fugir ao fisco. Num país em que quem cumpre religiosamente as suas obrigações para com a comunidade, é quase considerado um imbecil, dá vontade de ser bandido!

Saudações infernais!

 
At domingo, novembro 26, 2006 5:00:00 da tarde, Blogger Ahlka said...

Sempre houve apagadores para as canetas de tinta permanente azul..
O que, em tempos idos, me deu um jeitão para apagar uns textos da lista que deveria levar a exame.
Menos uns quantos para estudar! :))

 
At domingo, novembro 26, 2006 5:12:00 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Que venham os noruegueses!!
Bom fima de semana!

 
At domingo, novembro 26, 2006 5:13:00 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Emendo: fim

:)

 
At domingo, novembro 26, 2006 8:13:00 da tarde, Anonymous Filipe Freitas said...

... eles e elas andam por aí ...
é preciso ter cuidado...
Agradeço o "Viva a Praia da Claridade" deixado no meu blog.
Boa semana.
Abraço

 
At segunda-feira, novembro 27, 2006 7:48:00 da tarde, Anonymous Raquel said...

Se os responssaveis do nosso país desejassem mesmo resolver este e outros,resolviam!O pior são que há os amigos pelo meio da maralha.
É que o país está cheio de trafulhas.

 
At domingo, dezembro 03, 2006 4:27:00 da manhã, Anonymous Anónimo said...

"Enviarem-se definitivamente, para um país nórdico, todos os "habilidosos"..."

Além da grande probabilidade de a lista vir a ser escrita com uma "eraser.max", tens, tu que és provavelmente o único com défice destas "habilidades", a coragem de a elaborar?
Ou o Estado, (essa coisa amorfa que somos todos nós, inclusive os "habilidosos") teria que se organizar para a tarefa, além de começar a lista pelos seus membros?
Já imaginaste a quantidade de novos funcionários públicos necessários?
Não te começa a apetecer parar de ter ideias "brilhantes" e viver uma vida normal, com reclamações práticas que tenham soluções possíveis (todos temos direito), sem fingir que és um intelectual com as soluções todas na ponta dos dedos?

Manela

 
At segunda-feira, dezembro 04, 2006 1:05:00 da manhã, Anonymous fátinha said...

Oh "Manela", parece que a carapuça te serviu!
É claro que não estou a dizer que o zé lérias é um grande intelectual, que efectivamente não é. E até aposto que tem cometido os seus pecados nesta matéria.

O que te pretendo dizer "Manela" é que quando fui a tua casa, vi o teu contador da luz armadilhado para, no inverno, teres aquecimento em todas as divisões. O que leva a que até os mais pobres estejam a contribuir para o teu bem estar.Eu sei que nem pensas nisso, porque vives olhando apenas para os teus próprios interesses. Neste caso é de esperar que não queiras colaborar para irradicar a longo prazo os defeitos que nos enformam.

Uma coisa é dizer-se que ninguém sai inocente nesta questão de pequenas habilidades, no mínimo "para que não lhe chamem parvo". Outra coisa é LEVAR A VIDA INTEIRA a roubar o alheio, directa e indirectamente.

Não há soluções?
Olha que a Suécia, por exemplo, nos anos 5o do Séc.passado era dos países mais pobres da Europa e hoje é o que é em termos de corrupção. E sabes porque? Porque ousaram. Porque foram atrás de utopias.

Para ser franca, li com muita atenção "os habilidosos" e deu-me alguma vontade de rir. Não pela estupidez do texto, mas pelo humor que a ele subjaz.

 
At terça-feira, dezembro 05, 2006 1:41:00 da manhã, Blogger Zé Lérias said...

Agradeço a todos os que aqui deixaram a sua dica s/ os "habilidosos".

Um abraço para: "belzebu","ahlka",
"an ordinary girl","filipe freitas", "raquel","fátinha". "anonymous" .

Já agora aproveito para dizer-te, a ti,"fátinha", que a SUÉCIA, nos anos 50 do século passado, não seria um dos países mais pobres da Europa (penso eu de que).
Mas era o país MAIS POBRE DA EUROPA (há cem anos - ontém), na última década de século
XIX (leste, do Fernando Namora, "Os adoradores do Sol?)

Já agora quero dizer-te que nunca roubei ninguém em toda a minha vida, apesar da tua insinuação. E se queres saber a razão disso, continua a leitura.

"anonimous":
O gil pediu-me autorização para te escrever, agradecendo-te também todo o carinho que dispensaste ao meu texto.Não sei se ele vai exorbitar, se não. Até sempre.
Ouve-o:

O meu heterónimo, "zé lérias", tem de facto a mania que é um grande intelectualóide, mas não se lhe leve a mal tamanha basófia. É um convencido e pronto! Como não tem número de contribuinte nem bilhete de identidade, julga-se incorruptivo e bem falante. A ignorância sempre foi atrevida, como sabe. Desculpe-lhe os delírios e o analfabetismo funcional. Tá?

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home