«A informação é uma guerra, uma guerra entre modelos sociais. Entre os defensores de um mundo desigual, injusto, governado por depravados e autênticos terroristas que impõem a sangue e fogo um modelo económico que condena à morte milhares de pessoas em todo o mundo, e aqueles que decidem estar ao serviço dos grupos, movimentos, intelectuais e outros lutadores, que todos os dias arriscam a vida a defender outro modelo de mundo possível.»
Pascual Serrano - José Daniel Fierro

REFORMAS E BAIXAS MÉDICAS EM PORTUGAL - escândalos!

__

COMER E CALAR! - até quando?


___________________________

segunda-feira, abril 16, 2007

HOMENAGEM A ADRIANO


imagem do site:http://www.instituto-camoes.pt/cvc/disco/46/adriano.html

Adriano Correia de Oliveira


"Adriano Correia de Oliveira nasceu em 9 de Abril 1942 em Avintes. Aos 17 anos ingressou na Universidade de Coimbra, para frequentar o curso de direito e tornou-se membro do Orfeão Académico. Juntamente com José Afonso, foi um dos principais renovadores da canção de Coimbra, iniciador do movimento de renovação da música em Portugal, que ficaria conhecida por "balada", e uma das principais vozes da Resistência ao fascismo.
Cantou inúmeros poetas, tendo sido o principal responsável pela divulgação de Manuel Alegre*, António Gedeão, Fernando Assis Pacheco, Lude Andrade e Manuel da Fonseca, entre outros.
A canção "A trova do vento que passa" faz parte de um conjunto de melodias que encantaram e prevaleceram como baluartes da canção de intervenção, e testemunho do seu profundo amor pela causa da Liberdade.
Adriano Correia de Oliveira empenhou-se no combate político e cultural, antes e depois do 25 de Abril, até á sua morte. Permanece como um dos artistas mais importantes da segunda metade do século XX. Faleceu em Avintes em 16 de Maio de 1982. "

Etiquetas:

1 Comments:

At sexta-feira, abril 20, 2007 5:00:00 da manhã, Blogger EL HIPPIE VIEJO said...

HOLA ZÉ

BIENVENIDO HOMENAJE PARA UN LUCHADOR.
QUE BUENO PASAR POR LA VIDA Y DEJAR HUELLAS.
NO TODO SE OLVIDA.

AMIGO
TE DEJO UN ABRAZO Y EL DESEO DE BUENOS DÍAS

ADAL

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home