«A informação é uma guerra, uma guerra entre modelos sociais. Entre os defensores de um mundo desigual, injusto, governado por depravados e autênticos terroristas que impõem a sangue e fogo um modelo económico que condena à morte milhares de pessoas em todo o mundo, e aqueles que decidem estar ao serviço dos grupos, movimentos, intelectuais e outros lutadores, que todos os dias arriscam a vida a defender outro modelo de mundo possível.»
Pascual Serrano - José Daniel Fierro

REFORMAS E BAIXAS MÉDICAS EM PORTUGAL - escândalos!

__

COMER E CALAR! - até quando?


___________________________

terça-feira, janeiro 30, 2007

O Aborto e as Masturbações


Acabo de ler texto muito interessante, em blogue amigo, sobre a masturbação. Tema muito oportuno, esse. Masturbação, a prima direita do coito. Coito e masturbação, que podem, ou não, levar à gravidez. Gravidez que pode, ou não, levar ao aborto. Aborto, cujo refendo próximo, trás exaltados muitos portugueses e portuguesas. Alguns dos quais, portugueses e portuguesas, recorrem com frequência a masturbações de vária ordem. Não só pelo prazer, mas também para terem filhos, via inseminação ou fecundação artificial (*). Aqui chegado, constato o seguinte:
(Uff! ... que grande esforço intelectual. Como me dói a inteligência!).
Com inseminação ou fecundação (assistidas!), não hà abortos deliberados. É a prática que preconizo. Por isso, eu estou com o NÃO (No próximo referendo a realizar sobre o aborto, aqui, em Portugal). Que viva, pois, a punheta (perdão)... que viva a Masturbação! Masculina e Feminina!
Abaixo o Coito (com o devido respeito pela figura de direita e ex-jornalista da tv)!

@@@ººOºº@@@


Em tempo:
Isto foi um desabafo, já antigo, uma masturbação, mas que reaproveito por contumaz falta de imaginação.
É uma maneira de me esquecer de muitos mortos e estropiados, civis e alguns militares, por esse mundo fora. Assassinados, pelos "amigos" e inimigos. É uma maneira de não me lembrar dos ex-fetos que morrem por falta de àgua e alimentos em Àfrica e noutros continentes. Assassinados pela ganância de meia dúzia.
Ex-fetos, cujos projectos de vida foram interrompidos.
Vidas, de corpo inteiro, mas que foram interrompidas. Agora. E quantas vezes na flor da idade!...
Vidas comuns, desconhecidas, para as quais, nem sequer uma rosa de revolta foi lançada por parte daqueles que não sabem a cor, o cheiro e o símbolo de um rubro cravo.
...Juntemo-nos todos, ao menos uma vez, e exijamos um referendo às guerras e à miséria! Já!

'Zdédfa Fava
(engª. obras feitas)

(*) http://osinodaaldeia.blogspot.com/ (post de 01.02.2007)

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Para eu relembrar daqui a uns anos:
(...)"Près de 300 000 Africaines décèdent ainsi chaque année sur le continent. Le fait est que la plupart des pays africains interdisent cette pratique (seul l’Afrique du Sud, le Cap-Vert et la Tunisie l’autorisent)."

Etiquetas:

16 Comments:

At terça-feira, janeiro 30, 2007 4:24:00 da tarde, Blogger ANTONIO said...

zÉ, DESCULPA, MAS TENHO O MEU BLOG SEM QUE EU POSSA FAZER COMNETÁRIOS. Andaram a mudar isto para Beta, ou lá o que é, e como não percebo nada, pedi aos meus amigos de "A Voz do Povo" para me arranjar aquilo, mas só tem dado (...)Pedi a um amigo para me fazer este favor.
Se entenderes bem desta coisa, diz-me. Pois dou-te os meus dados para veres se me podes socorrer.
david-santos "SÓ VERDADES"

 
At terça-feira, janeiro 30, 2007 4:39:00 da tarde, Blogger Zé Lérias said...

David:
Eu também ando por aqui com alguns problemas que vou resolvendo ao acaso. Sabes, isto é talvez um dos males de nós, portugueses. Fazemos as coisas sem lermos com tempo as instruçes seja do que for.~De qualquer modo parece que não é só isso que se passa no Blogger account.
Poe exemplo: sucedeu-me hoje ter tentedo ir pa "go to blogger.com (canto superior esquerdo-letra B -)
e fui parar a um utilizador que não é Zé Lérias.
Bem, mas sempre me podes enviar os teus dados porque às vezes de uma fraca moita pode surgir um bom coelho...
Um abraço e dispõe sempre.
Ah!- diz qualquer coisa sobre "o aborto e as masturbações". Diz de preferência o que achas mal, OK?

 
At terça-feira, janeiro 30, 2007 4:44:00 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Ó Zé, isto está espectacular. Agora temos que arranjar a trazer tudo até aqui. Se eu não tivesse o blog como tenha, já tinha enchido a casa, mas mesmo assim, como anónimo, vou tentar.

 
At terça-feira, janeiro 30, 2007 5:50:00 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Quero Zé.
Manda-me o Mail e depois eu envio-te tudo. Contudo, deve avizar-te que muitos amigos meus, têm mexido erradamente no processo e têm apagado os blogs.
De qualquer forma, tens o meu Email no meu profile, envia para lá o teu, QUE EU DOU-TE AS CORDENADAS, OK?
David Santos

 
At terça-feira, janeiro 30, 2007 8:18:00 da tarde, Anonymous Pitonisa said...

Não são precisas mais palavras,para quê?todos nós passamos pelas 10 semanas.

http://www.federacao-vida.com.pt/vida/Artigos/Desenvolvimento/1Trimestre.htm

 
At terça-feira, janeiro 30, 2007 9:29:00 da tarde, Blogger Ludovicus Rex said...

Meu Amigo,Vou Votar Sim no Referendo,porque a actual Lei criminaliza e persegue a Mulher
Sou contra esta lei injusta.
Um abraço

 
At quarta-feira, janeiro 31, 2007 12:42:00 da manhã, Anonymous amorte said...

Sou mulher e vou votar Não.Não me vou sentir criminalizada.
Criminalizada sou hoje porque preciso de dentistas nos centros de saúde e não os tenho,nem reumatologistas,nem pessoal com nível para nos dar imformaçoes sobre sexologia.Como sempre neste país resolve-se assim.
Eu não votei nem dei o meu aval à lei ixistente.
No meu país, o país da Europa onde a juventude a partir dos 14 anos até aos 18 fazem mais abortos,não se vai a origem das causas!dá-se-lhes a liberalização!!!???

 
At quarta-feira, janeiro 31, 2007 7:43:00 da tarde, Blogger LLUVIA said...

Gracias Zé-lérias por tu visita.
¡Claro que he entendido tu comentario! Pero es que no es portuñol jeje.. es castellano y muy bien escrito.
En los posts que escribes , entiendo mucho. Pero en algunas frases , me pierdo y no sé si he entendido bien el sentido, de lo que querías decir o no.


Yo defiendo el respeto a la vida , a las personas, animales y tambien a la tierra.
Pero en lo demás, creo que somos libres y cada uno debe hacer lo
que quiera, sin tanta norma , límite, pauta de conducta etc, etc
que nos deja prisioneros, de las leyes de otros. Sin poder ser uno mismo.

¿Tú entiendes todo lo que digo?
Si es así. FELICIDADES!

¡Muy bien por no considerar a España un país verdaderamente extrajero! Yo tampoco. Si en un tiempo fuimos uno y ahora hermanos ¿donde cabe lo de extranjero?

Un forte abraço amigo

LLUVIA

 
At quarta-feira, janeiro 31, 2007 10:17:00 da tarde, Blogger CORCUNDA said...

Está tudo dito e bem dito!
Subscrevo.
Abraço.

 
At quinta-feira, fevereiro 01, 2007 1:56:00 da manhã, Blogger EL HIPPIE VIEJO said...

HOY SOLO SALUDO ZÉ

UN ABRAZO

ADAL

 
At quinta-feira, fevereiro 01, 2007 8:44:00 da tarde, Blogger PR said...

( Sabes que voto não ) mas gostei. Sério. Bom post. Abraço.

 
At quinta-feira, fevereiro 01, 2007 10:54:00 da tarde, Anonymous Filipe Freitas said...

Tantas guerras, tantas mortes, tanta pobreza...
O Mundo poderia ser muito mais feliz se os povos se entendessem. Mas, infelizmente, andamos sempre a beter nesta tecla e tudo está cada vez pior !...
Um Abraço.

 
At sexta-feira, fevereiro 02, 2007 12:59:00 da manhã, Blogger Zé Lérias said...

Pitonisa:
Obrigado por teres aqui chegado, assim como por nos teres deixado a tua posição perante a IVG, que respeito totalmente.
Um abraço.

Loduvicus:
Respeito plenamente a tua opção de voto.
Compreendo e fica-me a sensação de que o teu voto está alicerçado em convicções bem defenidas.
Um abraço.

Amorte:
Estranho nome para quem vai votar Não no referendo ;)
Obrigado e um abraço.

Lluvia:
Muchas gracias por tus visitas. Me queda la certeza que tu eres una mujer muy esclarecida en las cosas de la vida, en su sentido lato. Igual respecto por tu opinion sobre el aborto. No es facil votar si o non, sobretodo si no hay bases para hacer la option. Que bueno es saber que entiendes bien el idioma português. Es natural que te pierdas en algunas frases mismo que hablaras portugués...:) (mismo en portugués, yo no soy muy fuerte).
Este post que hizo fue a bromear con la situation, tentando sin embargo (seguramente sin lo lograr), dicir cosas sérias.
Sin, yo entiendo quasi todo lo que dices, pero hay construciones de frases que ne escapan (igual que para ti en português).
Yo hablo muy mal español y lo escribo peor. Me valgo del Google muchas veces para no cometer muchos errores ;). Por eso de cuando en vez me sale escribir un poco mejor. Hoy, estoy cierto, las cosas no van nada bien... quiero decir: esto está todo "aportuñolado"! Saludos para ti, desde este pequeño rectángulo, donde habita un pueblo irmano del pueblo de España.

Corcunda:
Meu caríssimo amigo!... como sabes é um prazer receber-te aqui neste sítio mal arrumado , mas limpo de teias de aranha ;)
Muito obrigado pelo incentivo, embora sabendo que as tuaas amáveis palavras são um exagero.
Um abraço.

EL HIPPIE VIEJO:
Gracias por tu visita.
Me alegra saber que no has olvidado este sitio.
Un abrazo fuerte y hasta siempre.

Pinto Ribeiro (pr):
É bom saber que não desaprovas o meu mal amanhado texto.
Vou-te confessar uma coisa: Gosto de comunicar contigo.
Talvez seja porque prefira falar com quem tem opiniões muito opostas às minhas...
Quer se queira quer não, no caso, sempre se aprendem coisas novas, quer gostemos ou não delas.
Pareces uma pessoa inteligente e sensível, mas um pouco zangado com a vida. Será que estou novamente enganado?
Um abraço amigo e até sempre.

Filipe:
É verdade que andamos sempre batendo nesta tecla contra a pobreza, contra as guerras e contra as mortes injustas.
Mas se o não fizessemos seria bem pior.
Se pessoas ou entidades mais avisadas, como pais, professores, políticos, comunicação social, etc. não denunciassem as grandes injustiças, no sentido de alertar a maioria dos cidadãos para a necessidade de erradicar muitos dos males de que enferma a sociedade, estaríamos ainda na idade média...
É certo que também a mim me parece que isto regrediu. Esperemos que se continue a confirmar a teoria dos avanços e recuos, até alcançarmos a Cidade prometida.
Um abraço.
PS: Já tenho saudades de rever a nossa Figueira.

 
At domingo, fevereiro 04, 2007 1:05:00 da manhã, Anonymous amorte said...

Hei!!

 
At domingo, fevereiro 04, 2007 1:25:00 da manhã, Anonymous amorte said...

Hei!!Zé porque não entende o meu não? uma pessoa que tem mostrado ser tão atento,como perdeu esta?
A Morte é o fim da vida!Ou não será?Assim como o embrião é o principio da mesma.
Claro que me refiro à morte natural
não à morte matada(guerras ou penas de morte)que sou contra.
Assim como sou contra a nascimentos forçados.Sou contra tudo anti natura.
Mas para ter essas leis não fizeram
referendo.
Grata pela sua atenção.

 
At domingo, fevereiro 04, 2007 6:25:00 da tarde, Anonymous pitonisa said...

Grata estou eu pelo seu blog,até breve,

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home