«A informação é uma guerra, uma guerra entre modelos sociais. Entre os defensores de um mundo desigual, injusto, governado por depravados e autênticos terroristas que impõem a sangue e fogo um modelo económico que condena à morte milhares de pessoas em todo o mundo, e aqueles que decidem estar ao serviço dos grupos, movimentos, intelectuais e outros lutadores, que todos os dias arriscam a vida a defender outro modelo de mundo possível.»
Pascual Serrano - José Daniel Fierro

REFORMAS E BAIXAS MÉDICAS EM PORTUGAL - escândalos!

__

COMER E CALAR! - até quando?


___________________________

quinta-feira, janeiro 18, 2007

A boneca

Nasceu
Nasceu sem pai.
Depois deram-lhe um pai.
Depois avisaram o verdadeiro pai do seu estado oficial de paternidade.
E nasceu um novo pai.
Depois o pai que é pai quiz ser um verdadeiro pai.
Tiraram-lhe o pai de verdade e deram-lhe um verdadeiro.
Mas o pai que não é verdadeiro quer ser pai de verdade
e por isso o Estado mandou prender um pai de verdade.
Acusação: ocultou a paternidade!
Agora está sem pai:
..a boneca....

10 Comments:

At sexta-feira, janeiro 19, 2007 2:33:00 da manhã, Blogger Filipe Gomes said...

Não podias ter sido mais claro!...
E a "Boneca"? Quem se importa com ela para além do pai de verdade? O verdadeiro pai e o verdadeiro Estado são as duas faces da mesma moeda de pouco de valor. E o Estado de verdade, esse continua adiado.
Até já...

 
At sexta-feira, janeiro 19, 2007 3:24:00 da manhã, Anonymous Almanostra said...

O estado somos todos nós!!??
Somos o estado ao que chegamos!!
Os verdadeiros políticos formaram-se antes do 25 de ABRIL(os que andavam na luta sem ter o lugar em mira!!!)Hoje andam nos partidos á busca do tacho(raras são as excepções)
Os valores que todos se promovem por referencia são frágeis.
Tenho pena mas é a verdade.
Penssar que os valores materiais
(Marcas de roupa,carros converssas da treta)são valores falsos.
Quando se vai mais lonje na conversa é triste bem triste.
Passados estes anos e ver ao que estes polícos no levaram!!
AJUDAR A DESTRUIR O PLANETA !!
TUDO PELO VIL METAL E PELA IGNORANCIA.

 
At sexta-feira, janeiro 19, 2007 7:30:00 da tarde, Blogger Zé Lérias said...

Algumas crianças, de facto, não passam de bonecas de trapo, para algumas matronas velhas que, em nome do Estado, as entregam a qualquer um, sem cuidarem saber quem é o melhor pai.
Muito bom este poste.

 
At sexta-feira, janeiro 19, 2007 11:52:00 da tarde, Anonymous Fátinha said...

É suposto pensar-se que o pai, não biológico da criança (que no passado dia 16 de Janeiro de 2007 foi condenado no Tribunal Judicial de Torres Novas), é que tem a razão do seu lado e foi condenado injustamente, pondo por isso em risco a credibilidade da decisão judicial, por não ter levado em conta os superiores interesses da criança em causa.

Porém, parece que a decisão do tribunal, pelo menos desta vez, não cometeu assim uma barbaridade tão grande como isso, se atentarmos às explicações dadas hà momentos pelo presidente da ASJP na TV e confirmadas pelo comunicado dessa associação a que tive acesso aqui:

http://www.asjp.pt/index.php?option=com_content&task=view&id=115&Itemid=1

"...
(c) Porém, desde Outubro de 2002, tendo a menor 8 meses de idade, já o arguido sabia que estava a ser averiguada a paternidade biológica, pois nessa data o tribunal de menores ordenou a realização dos exames;

d) O pai da menor sempre afirmou em tribunal que assumiria a paternidade se os exames a confirmassem e disponibilizou-se para os realizar; ..."



No momento actual e mesmo depois de lido esse comunicado,continuo a pensar que a guarda da criança deve ficar a cargo do casal "adoptante" visto o Estado não ter conseguido dar, atempadamente, maior celeridade ao processo.

Porém, embora pareça paradoxal, não tenho pena nenhuma que o candidato a pai adoptivo esteja a passar uns dias - e não os exagerados 6 anos - na cadeia, pois ele e a mulher agiram mais por princípios egoístas (segundo consta) do que por razões humanitárias.

Aceito também as razões apresentadas pelo pai biológico (levando em conta as suas envolventes sócio- económicas) para só decorrido um ano sobre o nascimento da criança a aceitar como filha. Mas, se a criança lhe fosse confiada hoje, não estariam salvaguardados os alegados superiores interesses da que é sua filha biológica.

 
At sábado, janeiro 20, 2007 12:13:00 da manhã, Anonymous Antunes said...

"Uma juíza condenou o pai adoptivo de uma criança a seis anos de cadeia por ele não a devolver ao pai natural, que ganhou, já depois da adopção, o poder paternal. A criança tem 5 anos e o caso arrasta-se em tribunal há quatro. Vistas as coisas por um lado, o pai adoptivo tem razão.
Vistas por outro ângulo, o pai natural tem razão. Ninguém quereria estar na pele da juíza que ontem decidiu. Mas uma coisa sei: são raros os pedófilos e os violadores que levam penas tão pesadas quanto a deste pai adoptivo."
Assina (19.1.07: Pedro Tadeu-Director do "24 horas"

 
At sábado, janeiro 20, 2007 1:07:00 da manhã, Anonymous almanostra said...

É que nem de preposito
Hoje sexta feira 19/1/07 a revista
do Jornal 24 Horas tráz um artigo PAPÁS, SEJAM BEM EDUCADOS
10 regras para educar os pais.
siga-as e verá que a vida com os filhotes é mais doce e não estraga os dentes.
1-Atitude
2-Afecto
3-Envolva-se
4-Evolua
5-Regras
6-Independêcia
7-Coerência
8-Sem agressividade
9-Explique-se
10-Respeite-o
Diz oseguinte:
9-Explique-se
Pois é,a casa não é uma caserna-voçês são pais, não são generais, e os vossos filhos são pessoas inteligentes,não recrutas que devem ser tratadas como se não possuíssem um cérebro.Uma regra tem mais força se for justificada.O mesmo se aplica às suas decisões.Explique-se se for caso disso.E oiça o ponto de vista de seu filho.

10-Respeite-o
Respeitinhoé muito bonito,é verdade,se for recíproco.Isto para dizer algo que devia ser encarado como uma verdade universal mas,infelizmente,ainda não o é:se quer que o seu filho o respeite,respeite-o também.Como? pode começar por seguir estes princípios de conduta.

Nota:
Só sei estes dois porque me parecer que bastam para vos levar adquirir o jornal.Além deste artigo tráz outro.
DIZER-LHES NÃO DÁ SAUDE E FAZ CRESCER.
A vida não está facil para os pais.Mas dar uma "nega"aos nossos filhos pode ser uma prova de amor.Aprenda nesta revista a gerir as relações com os seus filhotes.

 
At sábado, janeiro 20, 2007 2:17:00 da manhã, Anonymous almanostra said...

Quando que só sei destes dois,queria dizer,só dou estes dois.Se tiver oportunidade passarei os restantes 8 em falta.

 
At sábado, janeiro 20, 2007 4:30:00 da manhã, Blogger GANA said...

Este é mais um típico exemplo da desgovernação política a que chegámos.

O Estado safa-se e a culpa morre solteira.

E como ?

Alimentando polémicas erradas.

Quais ?

Existem muitos angulos de análise :angulos legais, sociais, sociologicos, etc.

Os Jornalistas preferem as "polémicas binárias" (PAI vs PAI). (Rende mais e o povinho percebe melhor. mais do que duas posições sobre a mesma questão é só para intelectuais..e o povo não tem tempo para pensar. o povo tem que produzir riqueza. para pensar já existem os políticos)

Os Juristas preferem as "polémicas técnicas" citando artigos e esgrimindo questões processuais (PAI biológico vs PAI adopivo) que ninguém entende mas que também dá para receber uns trocos.

Só que a criança não é um animal de estimação que aceita qualquer dono.

Que tal colocarmo-nos na posição dela e sentirmos/imsginando o seu problema na nossa alma ?
1 minuto é muito ?
30 segundos?
Pronto ok: 2 segundos.
Já está ?
Agora multipliquem essa sensação por 78.840.000 de vezes e chegaremos aos seus 5 anos.
Já está ?
Está decidido por esse lado ?
Ok agora vamos olhar de cima.
inspirar, expirar, elevar, elevar, elevar, e zumba : quem deveria ser arguido era o Estado pela lentidão de um processo que em termos relativos corresponde à vida inteira duma criança, quem deveria ser a acusação era a criança e os seus dois pais as suas testemunhas.

Este sim era o julgamento justo.

Sabem..tenho a sensação de andar a ser enganado com as ideias que se passam acerca daquelas que nos governam e isso chateia-me.
- na casa Pia o problema é do Bibi não é do Estado.
- se existem milhares de crianças em risco com processos de adopção lentíssimos em tribunal a culpa é dos pais que as abandonaram;
-no ensino a culpa é dos professores
-e por aí fora.....

 
At domingo, janeiro 21, 2007 12:53:00 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Estou exatamente de acordo com este senhor.Me sinto do mesmo modo,gracias pelos suas opiniões.

 
At segunda-feira, janeiro 22, 2007 7:22:00 da tarde, Anonymous fatinha said...

Gana:
Parece que o Estado aqui não tem tanta culpa como a nossa oportunista Comunicação Social.

Vê isto:

http://www.verbojuridico.net/inverbis/index.php?option=com_content&task=view&id=139&Itemid=31

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home