«A informação é uma guerra, uma guerra entre modelos sociais. Entre os defensores de um mundo desigual, injusto, governado por depravados e autênticos terroristas que impõem a sangue e fogo um modelo económico que condena à morte milhares de pessoas em todo o mundo, e aqueles que decidem estar ao serviço dos grupos, movimentos, intelectuais e outros lutadores, que todos os dias arriscam a vida a defender outro modelo de mundo possível.»
Pascual Serrano - José Daniel Fierro

REFORMAS E BAIXAS MÉDICAS EM PORTUGAL - escândalos!

__

COMER E CALAR! - até quando?


___________________________

segunda-feira, maio 08, 2006

As Férias, Os Deputados e eu















Resolvi aproveitar estes fins-de-semana prolongados para descansar.
Fui para fora.
De surpreza, mas avisei.

Daí que, como certamente vocês, que inventei, deram conta - e por indutivamente saberem que também não existo - ninguém me ligou.
Ligou, literalmente dito, tanto em termos pessoais, como de internet, telemóvel ou fixo, obviamente!
Que, "ceci dit en passant", são coisas que não uso em viagens para o "estrangeiro".

E ainda bem, porque assim não tive notícia de que os inocentes "posts" que vos enderecei (o de 17 Abril, incluído) - na preguiça do meu descansar - tivessem incendiado, ainda mais, as polémicas críticas que certos invejosos fizeram aos deputados da Nação.

Deixemo-nos de prolegómenos e entremos no assunto que hoje me trouxe aqui:
Contar-vos com letras e imagem o que vi nesta curta fuga ao país real.

Ora bem, saí daqui de madrugada, de mochila às costas, para não chegar atrasado às boleias.

Eram dez horas da manhã.

Tive sorte. A primeira viatura não parou nem tão pouco as seguintes.

Cansada, puz-me a pensar:
Vou auto-transportar-me.

E assim fiz.

Cheguei.
Foi amor à primeira vista: Uma panorâmica deslumbrante esperava-me.
Estava na via mais movimentada da cidade.
Saquei da máquina e zás!

E logo me interroguei: "Será que não vais dar disto notícia à tua Edilidade?!
Sim, para que recorram à engenharia paisagística desta terra. Já que, pela certa, outra melhor não haverá".

Comecei, como viram, interrogatória e admirativamente para depois terminar com assertiva frase. Não fora faltar-me a coragem!...

E, isso, por convicção de que meus representantes locais - inteligentes e sensíveis às coisas da beleza - não deixariam passar ao lado esta oportunidade de contratar, ali, os técnicos que há tanto procuravam.

Fui aos CTT locais, que ficavam em frente.
Empurrei o sobrescrito pela boca da caixa e ouvi, desde o fundo, um leve roçar da fotografia a deslocar-se no envelope.

Como sou supersticiosa, vi logo que carta e foto, chegariam depressa ao destino.

A minha modesta acção já é, certamente, do conhecimento da Câmara.

Por isso, resolvi hoje partilhar, com quem nunca me lê, neste inexistente blog, o desvendar da paisagem que me deslumbrou.

Ela, a imagem, aí está! Garbosa e ilucidativa.
Sem necessidade de mais comentários...
..dezoito dias depois de oportunas férias, arrancadas aos fins de semana e seus interins, com a benção de muitos deputados!

Algures, Abril de 2006
'Zdefa Fava

Em Tempo: -A data inscrita na foto é do calendário local, obviamente diferente do nosso. Leia-se: 20 Abril 2006.

-Depois da primeira, remeti mais imagens para a nossa Edilidade.




1 Comments:

At quinta-feira, maio 18, 2006 2:47:00 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Your site is on top of my favourites - Great work I like it.
»

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home