«A informação é uma guerra, uma guerra entre modelos sociais. Entre os defensores de um mundo desigual, injusto, governado por depravados e autênticos terroristas que impõem a sangue e fogo um modelo económico que condena à morte milhares de pessoas em todo o mundo, e aqueles que decidem estar ao serviço dos grupos, movimentos, intelectuais e outros lutadores, que todos os dias arriscam a vida a defender outro modelo de mundo possível.»
Pascual Serrano - José Daniel Fierro

REFORMAS E BAIXAS MÉDICAS EM PORTUGAL - escândalos!

__

COMER E CALAR! - até quando?


___________________________

quinta-feira, setembro 06, 2007

Celtas - nossos antepassados primogénitos

Os Celtas na Ibéria - desde a última Idade do Gelo:



Cenas diárias da vida dos Celtas. Clique sobre a imagem abaixo:


A Lusitânia (antes da ocupação romana):




A Península Ibérica e as suas nações em 1297:





Afinal, portugueses e espanhois, têm ou não a mesma orígem?

(...) estudos genéticos realizados em 2004 pelo Dr. Daniel Bradley, do Trinity College de Dublin, evidenciaram algo que já se suspeitava (que os laços genéticos entre os habitantes de áreas célticas como Gales, Escócia, Irlanda, Bretanha e Cornualha são muito fortes) e trouxeram uma novidade desconcertante: a de que, dentre todos os demais povos da Europa, os traços genéticos mais próximos destes eram encontrados na Península Ibérica.

Numa entrevista para a agência Reuters, Bradley explicou que ele e sua equipe propunham uma origem muito mais antiga para as comunidades da costa do Atlântico: pelo menos 6000 anos atrás, ou até antes disso. Os grupos migratórios teriam saído de áreas em torno do que são hoje Espanha e Portugal em fins da Idade do Gelo.

O geneticista Bryan Sykes confirma esta teoria no seu livro "Blood of the Isles" (2006), a partir de um estudo efectuado em 2006 pela equipe de geneticistas da Universidade de Oxford. O estudo analisou amostras de DNA de 10.000 voluntários [1] do Reino Unido e Irlanda, e Sykes chegou à conclusão de que os celtas que habitaram estas terras, escoceses, galeses e irlandeses, eram descendentes dos celtas da Península Ibérica, que migraram para as ilhas Britânicas e Irlanda entre 4.000 e 5.000 a.c. [2]. Outro geneticista da Universidade de Oxford, Stephen Oppenheimer, corrobora com esta teoria no seu livro "The Origins of the British" (2006). Estes estudos levaram também à conclusão de que os celtas tiveram origem não na Europa Central mas entre o povo que se refugiou, da última Idade do Gelo, na Península Ibérica.

Etiquetas:

2 Comments:

At quinta-feira, setembro 06, 2007 8:30:00 da tarde, Blogger LLUVIA said...

Hola zé-lérias !
Ya quisiera yo que me hubieran enseñado a estudiar los Celtas, en un resumen tan ameno e interesante, como el que has hecho tú. :)

Que sí, que nuestros tatatatararaabuelos eran hermanos y nosotros tambien!
Me ha gustado leerte.:)
¿Sabes ? Me encanta la música celta.

Un gran abraço !

 
At quarta-feira, junho 03, 2009 1:12:00 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Vivam as nossas raizes imemoriaveis!
Identidade acima de tudo.
Alto á imigração=colonização

Viva Portugal

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home